quarta-feira, 24 de novembro de 2010

João - Capítulo 3


Se não tem a bíblia, ouça o capítulo 3:

 
Este capítulo mostra as orientações de Jesus sobre o novo nascimento. Nicodemos era um homem muito importante, considerado o príncipe dos fariseus. Este foi procurar por Jesus na calada da noite, pois tinha medo de admitir entre os seus, que os sinais realizados por Jesus vinham realmente de Deus e que Jesus era o Messias. Porém, este mesmo homem, cheio de conhecimento sobre a lei de Moisés, não conseguia compreender as palavras de Jesus, quando dizia que para entrar no reino de Deus era necessário nascer da água e do Espírito. O nascer da água é o batismo, que simboliza a morte para as coisas do mundo e o nascimento para Cristo. A palavra batismo é sinônimo de imersão, o movimento de se deitar nas águas representa morte para o pecado e o levantar das águas representa nascer de novo para Cristo. Então pergunto: pode um bebê morrer para o pecado se ainda não o conhece? Quando tomamos uma decisão de aceitar Jesus como único Senhor e Salvador e tornamos isso público, tudo se faz novo e dessa forma somos selados pelo Espírito Santo. A partir daí confiamos nossas vidas à vontade de Deus, que sabe o que é melhor para nós. Mesmo assim, Nicodemos teve dúvidas, pois estava tão enraizado com a lei (religião), as doutrinas impostas pela lei, que não conseguia compreender o mundo espiritual.
No versículo 16, podemos perceber o texto áureo do evangelho: primeiro Deus nos amou, depois enviou seu único filho para ser sacrificado e através de seu sangue, salvar a todo aquele que nele crê. Portanto, a luz veio ao mundo, mas o mundo amou mais as trevas do que a luz, porque julgavam suas obras maiores e melhores que o amor de Deus, pois viviam pela Lei e não pelo amor, achavam que praticavam a verdade, mas não conheciam a verdade: a Palavra de Deus. Seu único filho se fez homem para explicar aos homens que a Lei deve ser cumprida, porém com amor e não com ódio. Aqueles que reconhecem a luz praticam a verdade e desta forma, realiza boas obras, para que Deus seja glorificado e não o próprio eu.
Após o batizado de Jesus, Este começou também a batizar e alguns discípulos de João e um judeu começaram a questionar como se Jesus estivesse tomando para si a glória que "na mente deles" deveria ser de João. Porém, mais uma vez João mostrou humildade, obediência e fé, declarando que ele deveria ser diminuído para que Jesus crescesse e acrescentou que ele era apenas um homem que veio da terra e sabia coisas da terra, mas Jesus veio anunciar as boas novas (evangelho) de Deus Pai e testemunhar Sua existência, pois foi o único que esteve com o Deus Pai e foi enviado pelo Deus Pai, que não mediu amor e doou seu filho unigênito para nos salvar e portanto, quem crer e receber o filho terá a vida eterna e quem não crer e receber terá a ira de Deus sobre si.

Assista o vídeo :

Cenas do filme Paixão de Cristo, na narrativa de um soldado Romano
(Analise se não vale a pena nascer para Cristo)



Nenhum comentário:

Postar um comentário