domingo, 6 de março de 2011

João - Capítulo 7

Se não tem a bíblia ouça o capítulo 7:




Este capítulo mostra acontecimentos ocorridos antes e durante a festa dos tabernáculos, que relembra o tempo que Israel passou no deserto. Esta festa acontecia no outono, depois da colheita e tinha duração de 7 dias, onde os judeus moravam em cabanas feitas de ramos de árvores.
Antes da festa, os irmãos de Jesus queriam que Ele se aproveitasse da ocasião para se tornar público, porém eles não falavam com intuito de que o evangelho fosse anunciado na Judéia, mas querendo instigá-Lo a buscar fama para si mesmo e torná-los também conhecidos. Então Jesus deixou bem claro de que não veio senão para cumprir a vontade do Deus Pai, nos ensinando humildade e obediência. Sendo assim, somente foi à festa dias depois e mesmo assim, permanecia sem querer aparecer.
Durante a festa, a multidão entrava em contradição, uns acreditavam que Jesus era o Messias pelas obras que realizou, outros contestavam, pois estavam presos à lei e não conseguiam aceitar o Filho de Deus (lembra do Cap. 5 onde um paralítico do tanque de Betesda foi curado no sábado?). Pois é, estes homens amavam mais a lei do que cumprir a lei por amor. Mesmo assim, Jesus conseguia deixar a todos maravilhados, pois sem ter estudado, sabia se pronunciar e tinha conhecimento sobre as leis de Moisés e afirmava não ter aprendido através de outros homens, mas sim pela sua convivência com Deus Pai, que O enviou por amor a todos nós. Os ensinamentos de Jesus são verdadeiros, pois a todo o momento busca unicamente a glória do Pai eterno e em momento algum, Ele busca glórias para si mesmo. Na condição de homem, mesmo sendo Deus, Ele não se enalteceu disso, ensinando-nos um amor genuíno, sincero e sem julgamento por aparências. Com grande poder em suas palavras, Jesus conseguia penetrar até mesmo nos corações mais duros, como no caso dos guardas que não conseguiram prendê-lo, pois nunca houve alguém que falasse com tanto amor ou que pudesse nos amar com tamanha intensidade a ponto de morrer por nós. Sim, pois Ele já sabia que teria que passar pela crucificação.
Conforme Max Lucado comenta em seu livro Seu Nome é Jesus, “Não foram os pregos que prenderam Deus a uma cruz, foi o AMOR.”
Segundo Pastor Samuel Bernardino, a discussão sobre Jesus começara no versículo 12, enquanto Ele ainda estava oculto. De repente, Jesus passa a pregar em público (v.14) e a partir daí começa grande discussão dos judeus sobre Ele, e com Ele. Neste ensejo, Jesus chamará a multidão para vir a Ele e beber. Se isto não nos faz muito sentido, é bom nos lembrarmos de Isaías 55.1 (“Ó vós, todos os que tendes sede, vinde às águas...“), que era um cântico messiânico. O Messias chamava o povo ao seu banquete de inauguração do reino. Ao oferecer água para os sedentos, Jesus se põe como o Messias. Assim se entende por que a reação dos fariseus contra Ele cresceu. Jesus é a água viva. Isto nos faz pensar também em Moisés guiando o povo pelo deserto e fazendo a água brotar para o povo (Ex 17.1-7 e Nm 20.2-11). Ele é o novo Moisés, o profeta como Moisés prometera. Jesus é a água viva que dessedenta o homem. É o novo Moisés, que forma um novo povo, a Igreja, e que conduz este povo à nova Canaã. E o sinédrio acaba brigando entre si. Nicodemos tenta fazer uma defesa dEle, mas um pouco tênue. Jesus devia ser ouvido primeiro, antes de ser julgado. Nicodemos já o ouvira (João 3) e ficara impressionado. Em resposta, vêm duas perguntas: “...És tu também da Galiléia? Examina e verás que da Galiléia nenhum profeta surgiu.” (v.52). Que ignorância do sinédrio. Da Galiléia surgiu Jonas. Da Galiléia surgiu Elias. Além de preconceituosos, os fariseus eram ignorantes das Escrituras. Jesus pregou a si mesmo, isto fica bem claro nos versículos 37 e 38, onde ele se apresenta como a fonte da água da vida. Por isso o ódio do mundo, o ódio de uma mídia controlada pelo maligno, o ódio de tantos que amam o pecado. João 3.20 diz isto muito bem: “Porque todo aquele que faz o mal aborrece a luz, e não vem para a luz, para que as suas obras não sejam reprovadas”. Quem está na luz exulta em Jesus, teve sua sede saciada e tem água para dar aos outros. Quem está em trevas está também com sede e nada tem para dar a ninguém. Por isto o mundo é medíocre. Não tem nada em si e nada tem para dar. Você já bebeu da água da vida? Então, você tem água para repartir com os sedentos ao seu redor. Não deixe de fazê-lo.
Porém, mesmo Jesus oferecendo rios de água viva (Espírito Santo) àqueles que Nele cressem, os interesses e privilégios de alguns homens (como os principais sacerdotes e fariseus) falavam mais alto, pois não estavam abertos as boas novas, uma vez que somente busca a Deus quem reconhece que é insignificante e descobre um vazio dentro de si.
Você está satisfeito com sua vida? Acha que já possui tudo que precisa para ser feliz? Ou está sempre buscando conquistar mais e mais coisas, sejam bens materiais, seja melhor posição social, cultural, profissional ou até mesmo alguém para preencher o vazio do seu coração?
Nós estamos no tempo aceitável do Senhor, e inevitavelmente um dia você terá um encontro pessoal com Ele, não deixe esse momento passar como se fosse qualquer um, porque este pode ser único, depois poderá ser tarde demais. Não estabeleça em sua vida outras prioridades a não ser Jesus Cristo. “...Mas buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas...” (Mateus 6:33)
Peça ao Senhor que o desperte, antes que anoiteça, antes que seja tarde, antes que o azeite se acabe e se apague a chama do amor dentro de você, o amor de Deus...

Para refletir assista o vídeo: Desperta-me – Ministério Trazendo a Arca



3 comentários:

  1. Gostaria de deixar aqui comprovado meus parabéns a tamanha sabedoria de interpretação. Para mim foi e está sendo completamente válido !
    Tive um ótimo estudo .

    ResponderExcluir
  2. Gostaria de deixar aqui comprovado meus parabéns a tamanha sabedoria de interpretação. Para mim foi e está sendo completamente válido !
    Tive um ótimo estudo .

    ResponderExcluir
  3. Gostaria de deixar aqui comprovado meus parabéns a tamanha sabedoria de interpretação. Para mim foi e está sendo completamente válido !
    Tive um ótimo estudo .

    ResponderExcluir